Sua rotina está te engolindo?

Aqui vai mais Poder para você…

Mais Poder • Junho de 2018

“Minha rotina me consome!! Não consigo fazer nada!”

O que mais se vê hoje em dia é gente sendo tragada pela rotina não é mesmo? É muito comum ouvir esse tipo de comentário: “Não tenho tempo para nada!”

Resolvi falar sobre isso para mais uma vez trazer poder para o seu dia-a-dia.

Quero hoje te apresentar uma ferramenta que ajuda muito a colocar cada coisa no seu devido lugar mas, antes, quero passar por alguns conceitos super importantes, porque se não falarmos disso, não há ferramenta que vá te ajudar.

O primeiro passo para recuperar o PODER sobre nossa rotina, é entender que toda e qualquer decisão que tomamos em nossa vida, todos os dias, o dia todo, determina tudo o que acontece dali para frente. Se você decidiu, em um determinado dia, dar uma esticadinha no sono, pode ser que, não somente todo o seu dia, mas toda a sua semana, sejam impactados por isso, por uma única esticadinha. E não estou dizendo que está errado dar uma esticadinha! Entenda isso: tudo está tudo bem, desde que você tenha consciência do impacto que isso causa no dia ou na semana, e que você saiba que terá que encontrar uma estratégia para organizar os seus outros compromissos, para que essa esticadinha não tire seu sono nos próximos dias!

Sabe aqueles “minutinhos” no Face, no WhatsApp, no Instagram, etc? Já parou para contabilizar o tempo total desses minutinhos na sua semana? Também não estou dizendo que não devemos dedicar um tempinho para essas coisas! Mais uma vez: você pode fazer TUDO o que quiser, mas por favor, entenda as consequências de cada pequena decisão que você toma.

O que eu quero que você entenda é que TUDO é consequência das escolhas que você faz, das pequenas às grandes. A não ser que tenham apontado uma arma para sua cabeça ou sequestrado, escravizado você… não vejo outra situação onde você não tenha tomado uma decisão.

Portanto, para que você retome o PODER sobre sua rotina, em primeiro lugar, você precisa sair da posição de vítima e exercer a AUTORRESPONSABILIDADE. Não se permita ser vítima das circunstâncias, é isso que tira seu poder sobre sua rotina. Talvez seja doloroso admitir que é você quem está fazendo essa bagunça toda no seu dia-a-dia, e por isso é mais fácil culpar qualquer coisa ao seu redor. Mas posso compartilhar um segredo aqui com você? Assumir TOTAL responsabilidade sobre sua vida é LIBERTADOR! Pense: VOCÊ é o dono da sua vida, e não as circunstâncias! Não é demais isso???

Outro ponto importante aqui para colocarmos no radar: muito comum também pessoas assumirem uma série de compromissos sem calcular de que forma irão encaixá-los no dia-a-dia: “Ah, depois eu dou um jeito”. E então mais uma vez estão sendo engolidos(as) por milhões de compromissos e, mais uma vez, furiosos/furiosas porque não tem tempo para si, para a família, para os amigos…. Assumem tantos compromissos que acabam faltando com a INTEGRIDADE com várias pessoas com quem assumiram compromissos! Simplesmente porque não avaliam as consequências da decisão que estão tomando. E outra vez se colocam como vítimas das circunstâncias. O que eu diria para essas pessoas neste caso: “Já experimentou falar não para algumas coisas?”.

Saber falar NÃO! É imprescindível que você saiba quando e para o que ou quem deve dizer não! Chega uma hora que para entrar um compromisso, outro vai ter que sair. Mas vai ter que sair com dignidade, e não simplesmente faltar com outra pessoa porque aquele compromisso, para você, deixou de ser relevante. INTEGRIDADE com sua palavra, com seus compromissos. Se outras pessoas estão envolvidas nas decisões que você toma, você precisa avaliar o impacto que vai causar no outro lado e encontrar uma estratégia para que ambos os lados saiam satisfeito com qualquer mudança necessária.

Dito isso, apresento a seguir uma ferramenta (em duas perspectivas de análise) para que consiga colocar ordem no sua rotina e exercitar esses 3 conceitos colocados:

  1. Autorresponsabilidade
  2. Integridade
  3. Saber dizer não

MATRIZ DE GESTÃO DE MUDANÇA

PRIMEIRA PERSPECTIVA

Estratégico

Considere como estratégico todas as atividades que contribuem com seu crescimento pessoal, com o crescimento do seu negócio, com seu desenvolvimento pessoal e com seu bem-estar e saúde.

Operação

São atividades que, apesar de não impulsionarem seu desenvolvimento ou seu negócio ou saúde e bem-estar, precisam ser feitos. Exemplo: caso você não possa pagar por uma faxina, terá que fazê-la em alguns momentos da sua semana.

O que você vai colocar em cada Quadrante?

  • Quadrante I – liste tudo o que é estratégico e urgente.
  • Quadrante II – liste tudo o que é estratégico porém, não é urgente.
  • Quadrante III – liste tudo o que é operação e urgente.
  • Quadrante IV – liste tudo o que é operação e não urgente.

Na sequência, você vai analisar cada quadrante da seguinte forma:

  • Quadrante I – tudo que foi colocado no Quadrante I você prioriza, pois é estratégico, importante para você, e é urgente.
  • Quadrante II – tudo o que foi colocado neste Quadrante você vai planejar, não é necessário fazer agora porque não é urgente, mas é importante, é estratégico. Então você precisa planejar sua execução, para que não vire, de repente, algo estratégico urgente.
  • Quadrante III – tudo o que foi colocado aqui, você deve priorizar mas transformar essa atividade de forma que possa ser feito da forma mais rápida e simples e, se possível, eliminar em um próximo passo. Considere também se é possível delegar essa atividade, ou terceirizar.
  • Quadrante IV – aqui estamos falando de atividades de operação que não são urgentes. Considere eliminá-las ou, se não for possível, delegá-las. Algumas atividades de operação não podem ser eliminadas, portanto, garanta que estejam muito bem planejadas, da forma mais otimizada possível, dentro da sua agenda.

SEGUNDA PERSPECTIVA

  • Quadrante I – liste tudo o que você faz na sua rotina e gosta de fazer.
  • Quadrante II – liste tudo o que você faz e não gosta.
  • Quadrante III – Liste tudo o que gosta de fazer mas não faz.
  • Quadrante IV – Liste tudo o que não faz e não gosta de fazer.

Na sequência, você vai analisar cada quadrante da seguinte forma:

  • Quadrante I – tudo que foi colocado no Quadrante I você mantém, porque é algo que já faz e gosta de fazer, te dá prazer no dia-a-dia.
  • Quadrante II – tudo o que foi colocado neste Quadrante você vai analisar se é possível transformar essas atividades em algo prazeroso ou, então, se deve eliminá-la.
  • Quadrante III – tudo o que foi colocado aqui, você deve considerar retomá-las, pois são coisas que te dão prazer e acabou ficando de fora da sua rotina.
  • Quadrante IV – aqui você deve analisar se há algum item que, apesar de não fazer e não gostar, deve voltar para sua rotina pela importância que tem. Neste caso, verifique como pode ser transformada em algo que seja prazeroso. Caso contrário, elimine da sua lista de uma vez por todas, nem pense mais nisso.

Você pode também combinar as duas para colocar na sua rotina o maior número de atividades estratégicas e prazerosas para você.

Espero que sejam muito úteis para você. Outras ferramentas podem funcionar muito bem, desde que, mais uma vez, você pratique os 3 conceitos discutidos neste artigo!

Grande Beijo.

By | 2018-06-06T17:44:32+00:00 junho, 2018|Mais Poder|