Trocar o CERTO pelo DUVIDOSO:

Uma tacada de MESTRE!

ENJOY! • Janeiro de 2019

Quando se fala em mudar de carreira, uma das frases mais comuns que ouço é:

Tenho medo de trocar o certo pelo duvidoso…

Olha que interessante…. veja que tacada de mestre do seu cérebro para cumprir com sua função primordial, que é mantê-lo vivo. Uma frase tão simples com tanto poder!!

Analise comigo:

A situação em que você está hoje, que é uma carreira com a qual se sente insatisfeito, frustrado, e que pode até estar causando uma série de impactos emocionais (sem citar outros prejuízos em outras áreas da sua vida), seu cérebro nomeou como CERTO, porque, apesar de tudo, você está vivo. É o lugar CERTO.

Pense: que tipos de pensamentos e sentimentos são gerados dentro de você quando chama um lugar de “o lugar certo”? Com certeza você deve ter pensado em conforto, tranquilidade, confiança, e sentimentos parecidos com isso, correto?

Já o lugar onde estão as novas possibilidades para sua vida, de viver coisas novas e se desenvolver, expandir o seu mundo e viver uma vida que pode chamar de perfeita, é o que seu cérebro está chamando de “DUVIDOSO”.

Novamente, analise: que tipos de pensamentos e sentimentos são gerados dentro de você quando chama um lugar de “duvidoso”? Não tenho dúvida que sua resposta contém medo, desconfiança e outros sentimentos de desconforto, não é mesmo?

Agora, coloque esses contrastes na mesma frase, associando a idéia de trocar um pelo outro:

Você vai trocar o CERTO pelo DUVIDOSO?

Ou seja:

Você vai trocar a SEGURANÇA pelo RISCO?

Você vai trocar a TRANQUILIDADE pela TENSÃO DA PREOCUPAÇÃO?

Você vai trocar um lugar em que está em FAMÍLIA pela COVA DOS LEÕES?

Você vai trocar a VIDA pela MORTE?

Quem faria isso?? Realmente! É uma excelente forma de impedir que uma pessoa qualquer faça esse movimento de mudança! É como se seu cérebro dissesse:

Para quê tudo isso? Só para ser feliz? Pare com essa bobagem! Você está vivo!

E pronto, diante de um discurso tão poderoso como esse dentro de uma simples frase, você fica onde está com sua frustração, e seu cérebro cumpre com sua meta de mantê-lo vivo.

Não é genial?

Mas saiba que seu cérebro não está contra você, muito pelo contrário, ele está apenas protegendo você. É assim que ele vai trabalhar se deixá-lo “à deriva”, ele vai operar no modo de sobrevivência, custe o que custar, ou seja, mesmo que isso custe a sua felicidade.

Ser feliz é uma responsabilidade sua, ou seja, exige que você assuma a GESTÃO DA SUA MENTE.

O que significa isso?

  • Significa parar para analisar cada um destes seus pensamentos que te colocam em uma situação que não o satisfaz.
  • Significa parar para verificar de que forma você está percebendo suas experiências, pois é a forma que percebe suas experiências que geram sentimentos que o paralisam e o mantém em um lugar onde não quer estar.

O lugar de novas possibilidades, é de fato um lugar DUVIDOSO? Você corre risco de vida de fato?

Ser DUVIDOSO ou não é uma escolha sua pois, no fim das contas, está tudo em suas mãos, porque a FORMA que você vai realizar a mudança é sempre uma decisão SUA.

Analisar os riscos, estudar as melhores estratégias, é uma tarefa sua. E, após realizadas todas essas análises de risco e estratégias alternativas, a decisão sobre o melhor caminho a seguir é SUA. E se você vai tomar essa decisão sozinho ou se vai procurar por suporte para fazer as melhores escolhas, também é uma decisão sua.

Você não é vítima das circunstâncias, é você quem decide o tamanho dos riscos que está disposto a assumir. E é você quem decide o como vai lidar com cada uma das experiências que se apresentarem no seu caminho.

Portanto, se você deseja sair do modo de SOBREVIVÊNCIA para começar a VIVER de fato, ASSUMA A GESTÃO DA SUA MENTE.

CRIE novas formas de enxergar cada uma de suas experiências, de modo a gerar dentro de si sentimentos que o encorajam a construir uma VIDA da qual se orgulhe de VIVER.

By | 2019-01-22T00:01:26+00:00 janeiro, 2019|Reflexões|